9 características de uma pessoa fria emocionalmente e como lidar

Convive ou já conviveu com uma pessoa que parece ter o coração de gelo, porque não demonstra os seus sentimentos? Saiba que se trata de um comportamento bastante comum e que, na maioria dos casos, é usado como defesa para ocultar uma grande fragilidade. Chega a ser paradoxal alguém se passar por forte para esconder as suas fraquezas, não é mesmo? Porém, o ser humano, por si só, pode ser extremamente paradoxal e é nessa complexidade que está a sua beleza e grandiosidade.
 

De qualquer maneira, é fato que lidar com os chamados corações de gelo é um tanto quanto delicado, afinal, as relações humanas baseiam-se no compartilhamento de sentimentos. Assim, relacionar-se com alguém que não se doa faz parecer que a balança está desequilibrada. A melhor maneira de resolver isso é procurar entender as razões pelas quais o outro age dessa forma, e, então, através da empatia, acolhê-lo e mostrar que não há razões para se esconder.

Conheça 9 característica de uma pessoa fria emocionalmente

Antes de qualquer coisa, é necessário entender o comportamento dessa pessoa, para identificar as atitudes que demonstram essa ausência de sentimentos, lembrando que não existe um padrão comportamental, já que cada indivíduo reage de maneira diferente. Contudo, na maioria dos casos, as suas atitudes expressam os pontos a seguir.
 

Pessoas muito racionais

Uma pessoa calculista nunca se deixa levar pelos sentimentos. Costumam ser pessoas com uma visão muito analítica da vida e que, antes de dar um passo em falso, avaliam tudo o que pode acontecer no futuro.

Críticas excessivas

Outra das características clássicas das pessoas desse tipo é o fato de estarem sempre a criticar os outros, mesmo sendo pessoas que falam pouco.

Muito inteligentes

Normalmente, as pessoas que cumprem estas características também são muito inteligentes. O uso constante da razão faz com que possam estabelecer estereótipos de pessoas e que saibam como vão agir, algo que permite que antecipem os fatos ou até que os manipulem.

Não falam muito

Outras das características das pessoas frias e calculistas é que elas não são muito propensas a falar e comunicar com os outros. Elas preferem estar em silêncio e observar, analisar os diferentes comportamentos das pessoas e, depois, agir em relação a eles. Costumam ser introvertidas e mostrar apenas a faceta que lhes interessa dar a conhecer.

Falta de empatia e compaixão

Por serem pessoas tão lógicas e racionais, estas pessoas calculistas têm dificuldade em apresentar empatia e compaixão.

Desconfiadas

É uma das características mais comuns dessas pessoas: não confiam em ninguém. Isto deve-se, muito provavelmente, a más experiências do passado que fizeram com que se tornassem pessoas desconfiadas e com medo que os outros acabem por magoá-las de novo.

Pessimistas

Uma pessoa fria também costuma ser pessimista, pois considera que todo o mundo quer e pode aproveitar-se dos outros. Ao invés de ver o lado bom do ser humano, foca-se no mau e pensa que ele é como um "lobo" social, mais do que uma pessoa com vontade de fazer o bem e de se relacionar de forma positiva.

Problemas de intimidade

Por serem introvertidas e desconfiadas, as pessoas frias têm dificuldade em estabelecer intimidade com os demais.

Distanciamento emocional

Se quiser estabelecer uma conexão emocional com uma pessoa fria e calculista, terá uma missão desafiante pela frente, já que elas fecham o coração para os demais com medo de sofrer novamente.

É importante deixar claro que nem sempre uma pessoa que não demonstra verbalmente os seus sentimentos é fria. Muitas vezes, ela apenas tem maneiras diferentes de mostrar que gosta e se preocupa com alguém. Inclusive, existe um livro fantástico chamado “As 5 Linguagens do Amor”, que nos ajuda muito a conhecer essas outras formas de comunicar sentimentos. É o tipo de leitura que transforma relacionamentos e evita uma série de mal entendidos.

Dicas de como lidar com uma pessoa fria

Depois de identificar se a pessoa em questão é realmente fria, chega o momento de saber como lidar com ela. Confira, a seguir, sete atitudes que deve ter para ajudá-la e ajudar-se a si mesmo.

1 – Proteger-se

Antes de qualquer coisa, é preciso que se proteja, para evitar que acabe por se magoar pela falta de sentimentos da outra parte. Isso é ainda mais importante em relacionamentos amorosos, nos quais a aproximação é maior. Considere que aquela é uma característica da outra pessoa, que se manifesta quando ela age com todos e não apenas consigo, logo, não se trata de algo pessoal. Para consciencializar-se em relação a isso, basta observá-la e irá perceber que ela age assim sempre e que não há nenhum problema especificamente consigo.

2 – Perdoar

Enxergar que não se trata de algo pessoal também irá ajudá-lo a perdoar coisas que possam ter acontecido e que o tenham magoado. Talvez um aniversário seu em que o outro não lhe deu os parabéns, uma conquista que ele não demonstrou sentir orgulho e assim por diante. Guardar esses ressentimentos apenas lhe fará mal a si e poderá levá-lo a agir de modo negativo em relação à pessoa fria, reforçando aquele comportamento dela. Por isso, para o bem de todos, perdoe e liberte-se de tudo aquilo que não agrega.

3 – Ser empático

Quando o comportamento de uma pessoa lhe parece injustificável, o melhor a fazer é colocar-se no lugar dela e entender o que se passa na sua mente. Assim, poderá chegar à conclusão de que não é por mal o motivo pelo qual ela está a agir dessa ou daquela maneira e sim por ter uma grande ferida emocional que possui. A empatia é extremamente poderosa porque recarrega a paciência e a tolerância, permitindo que olhe para o outro com compaixão e sem julgamentos.

4 – Conversar

O diálogo sempre será uma ferramenta fantástica para promover o entendimento entre duas pessoas e nesta situação não é diferente. Nesse sentido, procurar conversar mais com a pessoa certamente ajudará a aproximação. No início, é natural que ela fale pouco, mas insista, mostre que tem interesse em ouvi-la, saber o que está a pensar e a sentir, mesmo que o assunto em questão não tenha nada a ver convosco, porque isso irá ajudar a criar conexão. Tenha em mente que cada conversa será um passo de aproximação.

5 – Ser exemplo

Perceba que muitas vezes desejamos que outras pessoas façam algo, mas não tomamos nenhuma atitude. É o típico comportamento de alguém que diz que o seu par não lhe dá atenção, mas que também não se mostra atencioso. Então, experimente começar a mudança que deseja ver no outro em si mesmo, demonstrando o seu carinho e consideração, mesmo que não receba nada em troca. Aos poucos, esse exemplo poderá ser absorvido pelo outro e, aos poucos, o seu coração de gelo irá derreter.

6 – Perceber os sentimentos nas atitudes

Quando citámos o livro “As 5 Linguagens do Amor”, é fundamental considerar que cada indivíduo tem a sua forma de demonstrar amor. Assim, enquanto alguns preferem falar, outros sentem-se melhor a passar tempo juntos, realizando tarefas para aqueles que gostam, através do toque, dando presentes, etc. Comece a olhar além das aparências, pois pode ser que os sentimentos estejam a ser demonstrados de maneiras diferentes.

7 – Tenha paciência

Pode ser que essa pessoa tenha passado a vida a esconder os seus sentimentos, então, é importante que tenha a consciência de que irá levar um tempo para que ela se transforme. Portanto, tenha paciência e evite agir pensando nos resultados. Demonstre o seu carinho e consideração porque realmente sente isso, sem esperar nada em troca. Isso irá fazer-lhe bem a si, ao ajudá-lo a reduzir expectativas e viver de modo mais leve.

Conclusão

Apenas tome cuidado para não se sobrecarregar demais, principalmente se for um relacionamento amoroso. Se perceber que a relação está a trazer muita negatividade para a sua vida e que não está a conseguir lidar com a frieza da outra pessoa, pense na possibilidade de cada um seguir o seu caminho. Afinal, cuidar de quem se ama é importante, mas zelar pelo seu bem-estar emocional é fundamental.
 

Tem alguma experiência com pessoas que demonstram ter o coração de gelo que gostaria de compartilhar? Deixe o seu comentário abaixo!

Iniciar sessão to leave a comment


Descubra os 14 sintomas de uma baixa auto-estima