Conheça os principais sintomas do excesso de stress

Grande parte da população mundial sofre com o stress e as suas consequências físicas e mentais. Por isso, tornou-se cada vez mais essencial detectar os sintomas no início para evitar ou eliminar esse mal da rotina. 

Acontece que a vida quotidiana está repleta de situações que podem levá-lo ao extremo do stress, cobranças, prazos, rotina, trânsito, compromissos, relacionamentos… Isso tudo faz que o seu cérebro produza um conjunto de hormonas responsáveis por intensificar sintomas como o medo, nervosismo, insatisfação, sensação de inferioridade, insegurança e mágoa.


O stress, então, instala-se com facilidade, acabando com qualquer equilíbrio emocional ou físico, prejudicando a qualidade de vida e saturando os sentimentos "negativos". 


Neste artigo, vamos falar um pouco mais sobre este assunto. 


O que é o stress?

É uma reação do seu corpo a qualquer situação de ameaça, como um estado de alerta ou uma resposta biológica para protegê-lo em momentos de risco. As hormonas produzidas nessas situações são as que o estimulam a agir diante do perigo.


Quando isso acontece em pequenas quantidade, pode ser positivo para o organismo, afinal o seu corpo é preparado para lidar com pequenas doses de stress. A questão torna-se complicada quando isso acontece recorrentemente e com muita intensidade. O acúmulo de stress pode provocar diversos problemas graves de saúde, porque as alterações causadas pelas hormonas aumentam a sua tensão muscular, aceleram a pressão e os batimentos cardíacos, propiciam problemas gastrointestinais e afetam até mesmo o funcionamento de diversos órgãos do corpo.


Reconhecer os sintomas do stress é fundamental para identificá-lo e começar um tratamento adequado o mais cedo possível.


Quais são os sintomas do stress excessivo?

  • Alterações no sono;
  • Cansaço constante;
  • Dores de cabeça;
  • Tristeza sem motivo;
  • Muita agitação;
  • Irritabilidade;
  • Falhas na memória e falta de concentração;
  • Preocupação excessiva ou desinteresse pelas coisas;
  • Queda de cabelo;
  • Perda ou ganho de peso;
  • Insatisfação constante;
  • Isolamento social;
  • Diminuição na produtividade;
  • Problemas gástricos e dificuldade na digestão;
  • Baixa imunidade;
  • Aumento da probabilidade de enfarto e derrame.

Como age o stress no organismo?

O seu corpo produz várias hormonas quando se sente ameaçado, entre elas estão o cortisol e a adrenalina.


Elas aceleram a sua respiração, aumentam os batimentos cardíacos, contraem os seus músculos e aumentam a pressão arterial. Tudo isso ajuda a subir os seus níveis de ansiedade, tristeza, irritabilidade e frustração.


Uma pessoa que esteja emocionalmente em harmonia consegue voltar ao seu estado normal alguns momentos depois de passar por uma situação de stress. 


Porém, quem já está em desequilíbrio corre o risco de não conseguir superar esse estado e entrar num ciclo vicioso de stress.


Como diminuir o stress na sua rotina?

1. Pare de se preocupar com o que não está sob o seu controlo

Você só consegue mudar ou controlar o que está dentro de si mesmo, os seus pensamentos, sua forma de lidar e reagir ao mundo. Tudo o que é externo a si não está sob o seu controlo. 


Por isso, preocupe-se menos com aquilo que não pode ser controlado. 


É claro que ainda vai sentir-se um pouco ansioso quando estiver a lidar com algo que não depende apenas de si, mas é preciso canalizar as suas energias para ações mais eficazes do que essa. 


Por exemplo, ao invés de se preocupar com uma situação que pode ou não afetá-lo seriamente no futuro, encontre meios e caminhos para evitar que isso aconteça ou até mesmo trace um plano para lidar melhor com o desafio se ele se concretizar. O importante é não permitir que ele prejudique a sua harmonia emocional.


2. Tenha mais momentos de lazer

É fundamental reservar um tempo entre uma tarefa e outra para recarregar as suas energias. 


Quantas vezes sentiu que as suas responsabilidades consumiram todo o seu tempo e não conseguiu aproveitar nem um pouco dele para descansar ou esfriar a cabeça? Isso pode ser muito prejudicial. 


Você é um ser humano e precisa de estar em contato com atividades que lhe tragam prazer e equilíbrio. Esses momentos vão ajudar a estimular a sua criatividade, aumentar a sensação de bem-estar e trazer satisfação em viver a vida. 


Pode praticar desporto, caminhar num parque, brincar com os seus filhos ou até mesmo ir ver um filme ao cinema. Todas essas opções são excelentes em reequilibrar as suas energias e diminuir o stress. 


Anote num papel quais são as atividades que mais gosta de fazer, separe intervalos durante a semana e consulte a lista para definir qual será a atividade da vez. 


É importante deixar os compromissos, prazos e tarefas de lado um pouco, para que consiga entregar-se ao momento e viver verdadeiramente o presente.


3. Evite cobrar-se tanto

Uma parte do stress pode estar a ser causado por si mesmo.


Quem se cobra excessivamente encontra muito mais desafios para lidar com imprevistos e obstáculos inesperados no caminho. Isso gera situações que podem ser muito stressantes. 


Comece a cobrar-se menos e a confiar que está sempre a dar o seu melhor. 


Aprenda a comemorar as pequenas conquistas diárias, seja mais flexível e viva uma vida mais saudável e equilibrada. 


4. Aprenda a gerir as suas emoções

O stress é uma reação causada por uma emoção que foi sentida em excesso, como o medo, a raiva ou a tristeza.


Quando alguma dessas emoções são intensas demais acabam por ser mais difíceis de gerir e geram comportamentos e situações que podem prejudicar o equilíbrio. 


É importante primeiro identificar a emoção que está a causar o seu stress, para depois entender o que fazer para geri-la e alterar o seu comportamento.


Este artigo fez sentido para si? Se este conteúdo o ajudou de alguma forma e acredita que ele pode ajudar muitas outras pessoas, sinta-se livre para curtir e compartilhar nas suas redes sociais.


Iniciar sessão to leave a comment


15 frases de incentivo para o sucesso