Saiba quais são os sintomas de uma alergia emocional e como tratar

Muitos acreditam que a mente e o corpo não estão relacionados entre si, mas isso não se trata de uma verdade. 

Apesar de diferentes, eles estão sim interligados um ao outro. Tanto que, quando um está em desequilíbrio, coloca em risco o equilíbrio do outro. 

Imagine uma pessoa que descobre que está doente com sintomas de cansaço e de dor. É preciso muito controlo emocional, para não permitir que isso afete as suas emoções e vice-versa, pois, quando a mente entra em desequilíbrio, ela pode afetar seriamente o organismo físico. Chamamos isso de doenças emocionais ou psicossomáticas. 

Elas são caracterizadas por diversos sintomas no corpo que não têm explicação palpável no sentido de patologias físicas. 

Uma das doenças emocionais mais recorrente é a alergia emocional. Já ouviu falar nela?
 

Neste artigo, vamos falar um pouco sobre esta alergia e o que fazer para tratá-la.

O que é a alergia emocional?

Trata-se de uma condição que acontece quando as defesas do seu organismo reagem às situações de ansiedade ou stress intenso que vive. Isso pode trazer diversas alterações no corpo, mas principalmente na pele, por meio da coceira, vermelhidão e até mesmo urticárias.
 

Isso acontece porque, tanto a ansiedade como o stress, aumentam a produção de substâncias que fazem o cortisol ser libertado no seu organismo, provocando uma reação inflamatória que origina a alergia.

Os sintomas da alergia emocional

Os sintomas podem variar de uma pessoa para a outra, pois dependem da intensidade das emoções que estão a causar, da idade, do comportamento e também da predisposição genética.
 

Listamos aqui os principais:
 

      Coceira;
      Vermelhidão na pele;
      Manchas vermelhas com relevo, que são chamadas de urticárias;
      Falta de ar;
      Insónia.

Os mais comuns são os sintomas que podem ser sentidos na pele, já que estão próximos às terminações nervosas que se relacionam com os sentimentos de ansiedade e stress.

Quem sofre com rinite, asma, psoríase e dermatite atópica pode ter uma piora dos sintomas em decorrência do desequilíbrio emocional.

O tratamento da alergia emocional

A primeira coisa a fazer-se é procurar um dermatologista para tratar os sintomas físicos da alergia emocional.
 

O tratamento baseia-se no uso de medicamentos antialérgicos que vão aliviar tanto a coceira como a vermelhidão da pele.
 

Caso os sintomas não melhorem e persistam por mais de duas semanas, o médico pode até mesmo indicar o uso de corticóides para resolver a situação.
 

Ele pode também recomendar que procure um psicólogo ou um psiquiatra para trabalhar melhor a sua relação com os seus sentimentos.

Dicas para se proteger de doenças emocionais

      É essencial aprender a controlar melhor a sua reação diante do stress ou da ansiedade, para ser capaz de viver uma vida mais equilibrada e saudável. Quando não sabe lidar com as suas emoções, o corpo encontra maneiras de sinalizar isso por meio das doenças emocionais.
 

      Olhe para dentro e entenda o que o/a incomoda nas situações de conflito, quais as emoções que o/a dominam facilmente. Conhecer-se é o primeiro passo para aprender a gerir as suas emoções.
 

      Encontre os padrões que estão escondidos na sua história de vida e ressignifique o que for preciso para começar de novo. Libertar-se do passado é preservar o presente e construir um futuro melhor.
 

      Entenda o que é seu e o que vem dos seus pais e avós. Aceite o que eles lhe deixaram de positivo e elimine o que for negativo.

      Estabeleça uma relação entre os sintomas que está a sentir, a parte do corpo mais afetada e o seu comportamento recente. Quem sabe aquela dor de garganta insistente é resultado de algo que deixou de falar e que ficou entalado por ali.

      Se for preciso, peça ajuda! Isso não deve ser motivo para se envergonhar. Na verdade, é exatamente o contrário, é uma demonstração de que e ama e se importa com a sua saúde emocional.

Conclusão

É interessante perceber que, assim como a mente e as emoções podem causar ou piorar desequilíbrios no seu corpo físico, elas também têm o poder de curar essas inconsistências.
 

Até mesmo numa consulta, o médico pode interessar-se em entender como anda o seu equilíbrio emocional e isso tem muito sentido quando entendemos que a mente tem toda essa influência sobre o corpo.

Uma avaliação clínica que não consegue encontrar causa física para os sintomas, pode sim indicar o tratamento dos aspectos mentais e psicológicos para tratar o desequilíbrio.

Depois de todas essas informações, podemos concluir o quão importante cuidar da sua saúde mental. Os benefícios podem ser vistos não somente na pele, mas principalmente na sua qualidade de vida.

Este artigo fez sentido para si? Se este conteúdo o/a ajudou de alguma forma e acredita que ele pode ajudar muitas outras pessoas, sinta-se livre para curtir e compartilhar nas suas redes sociais.

Iniciar sessão to leave a comment


Passou dos limites! 4 dicas de como curar a obsessão por uma pessoa